Matando a vontade de mamar uma pica

Banner Oferta 250x250

Acordei desejando mamar uma rola, voltei pra cama, comecei a tocar uma mas, não era o que eu queria, fui tomar banho e bati uma, gozeí, sai do banho, paguei uma calcinha vermelha fio dental da minha esposa e fui dar um jeitinho na casa, toda manhã fico assim em casa, de shortinho socado ou só de calcinha, vou pedir um remédio na farmácia, não, eles não topam nada, vou ligar pro mercadinho que faz entrega aqui no bairro, liguei e pedi algumas frutas, biscoitos e outras coisas que já faltavam em casa, levou uns quarenta minutos e o rapaz chegou de moto, tocou o interfone e subiu, vesti uma camiseta e fui atender a porta, deu tudo numa caixa dessas de mercado, falei todo gay, pode pôr na cozinha, e fui atrás dele, comecei a tirar as compras e a cada vez que eu me abaixava a blusinha subia deixando a mostra minha bundinha gostosa e empinada e é claro, a calcinha, terminei de tirar as compras e fui pegar o dinheiro e ele sem falar nada, fui com ele até a porta mas antes de abrir a porta falei, só não tenho dinheiro pra gorjeta mas se quiser posso dar outro jeito, ele olhou para mim, riu, e falou qualquer coisa é bem vinda, tirei a camiseta e levei sua mão até meus peitinhos pequenos e iguais a de mocinha, ele apalpou e ficou bolinando enquanto abria sua bermuda e tirando um cacete enorme e grosso, hummmm que delícia de grande, levei o até o sofá e antes de o pôr sentado tirei a sua roupa, sentei no seu colo, dei uma rebolada, me ajoelhei na sua frente, cheirei do saco a cabeça do caralho e fui colocando na boca devagar e o mais fundo que consegui, e mamei com vontade chupando e punhetando devagar, tirava da boca e dava com seu pau na minha cara, que gostoso, chupo muito gostoso e amo mamar uma piroca dura, não demorou muito e sem anúncio encheu minha boca de porra, chupei toda a porra e engoli tudo, muito viadinho eu sou, matei minha vontade de mamar uma pica.

Powered by WPeMatico

produtos