O BIKINI NOVO DA MINHA ESPOSA

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

CONHECI UM SITE DA INTERNET E RESOLVI COMPRAR UNS BIKINIS PARA MINHA ESPOSA SO QUE O QUE EU NAO IMAGINAVA QUE ELA TERIA CORAGEM DE FAZER ACONTECEU

EU ADORO EXIBIR A MINHA ESPOSA SE POSSIVEL ELA NAO VESTIRIA ROUPAS POIS TENHO UM ENORME DESEJO DE VER ELA COMPLETAMNTE NUA NA FRENTE DE VARIOS MACHOS E MULHERES E COMO BOM MARIDO QUE SOU APOS ADQUIRIR OS BIKINIS PARA ELA QUANDO VIU DISSE QUE EU ERA MALUCO E QUE MULHER TERIA CORAGEM DE USAR AQUILO RESPONDI QUE ELA IRIA USAR APOS MUITO DIALOGO ELA DISSE QUE NAO USARIA DE FORMA NENHUMA EM PRAIAS POIS ERA MUITO ESCANDALOSO

MAS DEPOIS DE ALGUNS DIAS ELA NUNCA ME PEDIA PARA IR A PRAIA MAS NESSE DIA FOI DIFERENTE E ESTRANHEI A SITUAÇAO MAS LEVEI ELA NA PRAIA AO CHEGARMOS NA PRAIA A MINHA LINDA ESPOSA ESTAVA DE CANGA E EU NAO IMAGINAVA O QUE ACONTECERIA POIS ELA ERA MUITO RESERVADA COM RELAÇAO A BIKINIS

COLOQUEI A SACOLA NO CHAO E ELA ESTAVA DE CANGA E SO O SUTIA DE FORA QUE NAO PERCEBI NA HORA MAS NAO ME LEMBRAVA DAQUELE BIKINI FICAMOS CONVERSANDO POR UNS INSTANTES E COMEÇAMOS A TOMAR UMAS BEBIDAS

DEPOIS DE 1 HORA MAIS OU MENOS RESOLVI IR A AGUA MAS ELA ME DISSE QUE NAO ESTAVA LEGAL E QUE NAO GOSTARIA DE IR NAQUELE MOMENTO RESPEITEI E CLARO POIS SOU UM BOM MARIDO

QUANDO ENTREI NA AGUA TIVE A MAIOR SURPRESA DA MINHA VIDA MINHA ESPOSINHA MARAVILHOSA ESTAVA ATRAS DE MIM JÁ QUASE COM AGUA PELA CINTURA MAS QUANDO A ONDA BAIXAVA EU VIA UM BIKINI DOS MAIS ESCANDALOSOS QUE EU JÁ HAVIA VISTO FIQUEI DE PAU DURO NA HORA POIS O BIKINI ERA SEMI TRANSPARENTE FICANDO A MARCA DA BUCETA DELA CONFORMEW VOCES PODEM VER NA FOTOS ABAIXO

SE VOCE GOSTA DE EXIVBIR SUA ESPOSA MANDA UM FOTINHA DELA PRA MIM OU DO SEU GATOS PARA MINHA ESPOSA OLHAR TAMBEM OK

cleytonholanda@yahoo.com.br

1 pedreiro e 2 ajudantes que foda.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

ola eu sou a nini. hoje tenho uma longa historia para contar .

desde que comecei a meter eu sempre tenho boas fodas garantidas mas eu tenho varios brinquedinhos de 20 , 25 e 27 cm para as minhas horas de lazer sozinha .meus pais viajaram e me deixaram para tomar conta da casa e das obras pois tinhamos 3 homens da confiança do meu pai fazendo um trabalho em casa . certo dia depois do almoço

fiquei nomeu quarto com o brinquedinho de 25 cm passando ele no meu grelinho e marcando um esquema a noite no telefone nisso o pedreiro estava na porta vendo tudo pois ele precisava falar comigo . eu sou meio descarada e quem ficou com vergonha foi ele eu falei nao liga e que eu tou com muita vontade de meter . ele a essa altura ja estava de pau duro ai eu falei vem aqui pertinho ver o meu brinquedinho ai ele veio segurou o brinquedinho e o levou a boca e falou que faz tempo que nao sentia cheiro de buceta pois estava divorciado e era meio timido nisso eu falei entao cheira a minha .

ele começou a me chupar e falou que na verdade separou pois a mulher dele nao conseguia dar pra ele pois o pau dele alem de ser grande era muito grosso .

entao eu falei deixa eu ve-lo e ja fui abrindo sua calça nossa aquilo foi coisa de louco cara o pau do cara era da grossura de uma garrafa de 600 ml de cerveja e o tamanho tambem fiquei louca e falei mete ele na minha buceta logo que depois eu chupo pois eu adoro chupar tambem quando ele meteu o pau na minha buceta eu gemi gritei tanto que chamei a atençao dos outros que vieram ver o que estava acontecendo e eu chamei-os para participar eu nao sabia o que fazer comn tanta pica gritava urrava e pedia mais dei o cu para os tres a buceta echupei todos eles nuca gosei tanto na minha vida .

ai que delicia……………………………………………………………………………………………………………….

finalmente gozei em sua boca

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

ola meu nome e pedro (ficticio) tenho um corpo ate mais ou menos cabelos castanhos olhos castanho clarinho quase verde

pois vamos la eu e minha gata resolvemos sair acho que era num domingo fomos para um motel proximo de nossas casa, chegando la começamos a nos pegar acariciar um ao outro eu tirei sua roupa todinha e comecei a chupar seus seios deliciosos fui descendo ate sua barriga ate chegar em sua bucetinha cheirosa que eu adoro muito, fiquei chupando ela um bom tempo ate ela gozar em minha boca depois ela veio pra cima de mim e fizemos um delicioso 69 ae ela começou a me chupar que delicia de boca meu deus do ceu dava akelas chupadas na cabeça do meu pau que eu vou as nuvens eu chupando e enfiando o dedo em sua bucetinha dando uns tapinhas bem leves ela deve ter gozado umas quatro vz e eu percebi que eu estava quaze gozando tbem ae peguei e coloquei a mao pra ela parar porque ela nunca tinha feito issu né ae foi umas duas vz eu coloquei a mao ae na ultima ela tirou minha mao e comoçou a bate uma punheta e a chupar ao mesmo tempo ate eu explodir em um gozo alucinante noossssa vc que ja tiveram esse prazer deve saber o que eu senti na hra foi muito louco um abraços pra todos

Fudida pelos coroas

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Depois da minha primeira e ultima aventura, relatada aqui (o guardador de carros), fiquei esperando outra oportunidade, que demorou mas aconteceu…. Recebi vários mails, a maioria pedindo fotos ou bobagens do gênero, mas recebi tb uma mensagem muito agradável e educada de um senhor que se dizia chamar Carlos. Sempre tive a fantasia de transar com um homem bem mais velho, e ele preechia todos requisitos: tinha bigode, quase 60 anos, grisalho…e ainda era da minha cidade. E eu, pra quem não leu o conto anterior, tenho 27 anos, 1,69 de altura, 56 kilos, loira, bronzeada, malhadissima, bunda grande e seios redondos, médios… Finalmente, depois de muito tempo, marcamos encontro num lugar ermo da cidade. Apesar do medo, Carlos me deixou muito a vontade, dizendo que eu era melhor que qualquer descrição, e logo estávamos a caminho do carro dele, uma pickup de vidros fume. Quando abri a porta, qual não foi minha suspresa, tinha outro senhor lá dentro, mais ou menos da mesma idade, porém mais gordo. Quis desistir, mas Carlos me garantiu que não aconteceria nada que eu não quisesse, que o amigo dele, Roberto, era de total confiança. Entre o medo e o tesão, entrei no carro no meio de dois senhores com idade pra serem meu avô… Já no carro Carlos acariciava minhas coxas, elogiando minha beleza. Ao chegarmos no motel, na garagem mesmo Carlos abaixou as alças de minha blusa, me deixando de seios de fora. Após admirar um pouco, começou a me beijar e mamar deliciosamente, sendo seguido pelo seu amigo. Meus seios são meu ponto fraco, e sentir duas bocas me mamando foi uma sensação maravilhosa. Carlos me pegou no colo, me colocou na cama e tirou o resto da minha roupa. Logo os dois passavam as mãos e as bocas pelo meu corpo inteiro, eu já gemia alto… Carlos desceu pra minha xaninha totalmente depilada, enfiando o rosto e passando a língua com uma habilidade rara, de anos de prática… ele me mordiscava, enfiava a língua, sugava, lambia… eu gritava de prazer enquanto Roberto se dedicava ainda aos meus seios. Gozei na boca de Carlos, que se aproveitando foi enfiando um dedo no meu cuzinho. Eu me sentia no céu. Carlos tirou a roupa e pude ver, no meio daquele corpo idoso, um pau de 18cm, grosso, com as veias pulsando… de repente ele me virou com força de bruços, me colocou de quatro e enfiou tudo de uma só vez, me arrancando um grito de susto e tesão. Fui reclamar mas levei um tapa, primeiro suave, depois com força, que deve ter marcado minha bunda… senti dor e tesão. Ele dizia que eu era uma putinha gostosa. Fiquei indignada, mas afinal, não era isso mesmo que eu estava sendo? Ele socava forte e eu rebolava e gemia, enquanto Roberto se ajeitava e colocava seu pau, não tão possante como o de Carlos, mas duro na minha boca. Chupei com vontade, enquanto Carlos me comia com força e me xingava de vagabunda tesuda e coisas do gênero, além de deixar pelo menos um dedo sempre dentro do meu cuzinho… estar de 4 sendo comida por um e chupando outro foi maravilhoso. Gozei forte com o pau de Carlos, que tirou o pau da minha boceta e pegou o lugar de Roberto, fudendo minha boca com força, tirando o pau, batendo com ele na minha cara e segurando meus cabelos. Eu ficava de boca aberta, esperando aquela delicia, chupando e lambendo como uma cadela no cio… Roberto batia uma punheta enquanto acariciava minha xaninha empapada de gozo. Antes de gozar, Carlos deitou, mandou eu deitar por cima dele e fez sinal pra Roberto vir comer meu cuzinho… fiquei apreensiva, dp não fazia parte dos meus planos, já que eu nunca dava o cu, pois meu noivo é muito convencional… Mas como o pau dele não era tão grosso e eu estava com muito tesão sendo fudida daquele jeito, rapidamente deslizou pra dentro, senti uma onda de prazer como nunca imaginei, com dois coroas me comendo com todo tesão… Carlos sugava meus seios, me beijava, eu acho que gozei umas 3 vezes só nesta posição. Roberto foi gozar, tirou o pau pra fora e deu um banho de porra na minha bundinha, enquanto Carlos inundava minha xaninha. Pelo avançado da hora não pudemos mais nos divertir, mas sabendo do meu fraco por uma boa mamada, Carlos me fez ir de topless no carro (ninguém via nada mesmo, de noite), e eles iam se revezando nas mamadas. Carlos disse que fazia questão de me ver saindo com os seios todos babados, os bicos duros e doloridos de tanto chupão. Quando vesti a blusa pra sair, ela molhou, ficando quase transparente. Ainda bem que fui direto pra casa, pois ainda tinha que ir a um jantar com o corninho do meu noivo… Carlos me deu seu telefone mas eu rasguei, sem coragem de repetir a dose… hoje me arrependo…

o Guardador de Carros

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Olá a todos leitores… antes de tudo, gostaria de dizer que apesar de ter mil fantasias e ser leitora assídua deste site, nunca achei que os relatos fossem muito verídicos ou que um dia aconteceria algo parecido comigo… Tenho 1,68m, 54 k, corpo malhadissimo, 28 aninhos. Meus cabelos são longos, dourados, contrastando com minha pele bronzeadissima, adoro sol. Sei que chamo a atenção, tenho uma bunda grande e seios médios, bem redondos e durinhos, que são meu ponto forte, com biquinhos bem pequenininhos e durinhos… venho de uma família tradicional e achei que jamais teria oportunidade de fazer as loucuras que sonhava, e mantenho um namoro estável com um respeitado médico… Bem, como adoro praia, consegui uma tarde de folga do trabalho, no meio da semana, e lá fui eu, pra praia, com um biquíni de lacinho, tipo cortininha no busto, que eu diminuía ao máximo pra ficar com a marca bem pequenininha e com a pele bem queimadinha. Aproveitei que era dia de semana para me expor ao máximo. Logo que parei numa das ruas sem saída que davam acesso a praia, apesar de estar vazio por ser dia de semana, lá estava o maldito guardador. Eu tinha ódio deles, jamais dava grana, e nem liguei quando ele assoviou sinalizando que olharia o carro (o único na rua). Era um coroa de 50 e tantos anos, gordo, meio mulato, com um bigode grisalho enorme. Para mim, nojento. Me torrei o quanto pude, aproveitando para diminuir bem as laterais do biquíni, já que estava sozinha por ali mesmo. Ao voltar, imaginei que ele não estaria mais ali, mas ele estava lá. Eu não tinha colocado a canga, e senti ele me devorar com os olhos. Ignorei-o, sentei no carro e ele se aproximou, com o olhar fixo nos meios seios que pulavam do biquíni pequeno. Tem um trocado, dona? Ao ver a proximidade que ele estava o meu primeiro pensamento foi sair dali o mais rápido possível, mas o olhar de tesão daquele velho me fez pensar que dificilmente ele via uma mulher tão bonita como eu, e que era ate natural o tesão que sentia… Respondi que dinheiro eu não tinha… –Mas o resto ta tudo em cima, né, dona? Me fiz de desentendida e perguntei que resto. Eu já não fazia menção de sair de carro e aguardava ate onde ia acabar aquilo… –Com um corpo destes… Respondi que ele estava comendo meus seios com o olhar. Ele disse – Antes fosse com as mãos… Ainda não acreditando no que eu mesma estava fazendo, perguntei se ele queria só olhar meus seios. Sou louca por uma mamada nos seios, é uma das coisas que me dão maior tesão. É claro que ele respondeu que sim. Abri a porta do carro, coloquei meus pés pra fora, ele se ajoelhou perto de mim e eu abri lentamente a cortininha do biquíni. O velho babava… – Deixa eu tocar? Olhei aquelas mãos imundas e calejadas, com dedos grossos, e disse que não, só com a boca. Ele não se fez de rogado e avançou sobre mim, iniciando uma bela mamada. Imaginei que ele ia me babar inteira, e qual não foi minha surpresa ao ver que ele sabia me chupar muito melhor que meu namorado, dava chupadas gostosas e alternava brincando com a língua com meus biquinhos sensíveis e já estourando de tanto tesão. O bigode dele me dava cócegas e tesão, foi uma sensação louca, ali no meio da rua, sendo chupada por aquela boca daquele velho… Ele pulava de um seio pro outro, e eu já gemia alto, completamente entregue. O safado aproveitou meu delírio e com as mãos desfez o lacinho das laterais do meu biquíni, deixando minha bucetinha quase toda depiladinha exposta à ele. Ele não parava de mamar, e enfiou um daqueles dedos grossos e calejados dentro da minha bucetinha já completamente encharcada de tanto tesão. Ele me chamava de gostosa, de safada e eu delirava, iniciando um orgasmo maravilhoso.Eu olhava pros lados, não vinha ninguém, comecei a gemer alto, enquanto meu corpinho de sereia estremecia na mão e na boca daquele velho seboso. Ele mexia com habilidade os dedos, me masturbando e enfiando um, dois dedos em mim…De repente, na rua de cima passou uma viatura da policia, ele deu um pulo, ficando de pé e pude observar a tremenda ferramenta armada na bermuda dele. Me ajeitei rapidamente, fechei a porta e dei uma arrancada com o carro, deixando o velho perplexo parado no meio da rua. Não dava, eu não podia fazer isso, meu carro podia ser reconhecido, eu não tinha camisinha, enfim… Saí com o coração aos pulos, os seios molhados de tanta saliva e a buceta encharcada. Cheguei em casa e me masturbei horas no chuveiro. Desde então, todo lugar que vou presto atenção nos coroas, principalmente os com cara de tarado, pensando se são tão habilidosos como aquele guardador… Alias, estou pensando em parar o carro por ali novamente…

Coleção de contos eróticos